Somos especialistas em gestão de clínicas e consultórios

Reduzir custos no consultório médico não é uma tarefa simples: exige muita cautela para não comprometer a qualidade nos serviços prestados e o futuro da instituição. Além disso, o uso de recursos adequados influencia bastante.

Contudo, desde que seja feito com cuidado e bom senso, esse é um desafio possível, principalmente em tempos de crise. Ainda que algumas despesas onerem bastante o orçamento da clínica, elas não podem ser eliminadas por completo. Então, qual o melhor caminho?

Confira, neste artigo, como é possível reduzir custos — de forma eficiente — em sua clínica ou consultório médico e potencializar os negócios. Boa leitura!

Por que reduzir custos é tão importante para superar a crise?

Somente quem tem seu próprio negócio é capaz de entender, de fato, o quanto é difícil mantê-lo funcionando em tempos de crise. Na área médica, isso também não é muito diferente. A competitividade cada vez mais acirrada exige que a gestão trabalhe arduamente e busque alternativas mais concretas para driblar a crise.

Pagar impostos, manter a folha de pagamentos em dia, investir em marketing, pagar as contas fixas e ainda conseguir ter lucro não é uma tarefa fácil.

Por isso, nesse ramo de clínica médica é necessário ter muita criatividade para conseguir economizar e ter um faturamento razoável para garantir a continuidade do negócio.

Assim, conscientizar os colaboradores sobre a importância de reduzir gastos desnecessários é fundamental nesse processo. Mais do que isso: sinaliza um meio seguro de proporcionar maior solidez ao investimento e assegurar resultados mais eficazes.

Como reduzir custos de forma inteligente?

Confira algumas sugestões para reduzir custos em sua clínica, potencializar os lucros e tornar o seu negócio mais competitivo. Acompanhe!

Faça uma análise completa das despesas

É essencial que você faça um mapeamento completo das principais despesas da clínica e as classifique em categorias distintas. Saber como economizar mais e melhor é imprescindível. Enumere os gastos por setores a fim de facilitar a percepção do segmento em que é preciso cortar gastos.

Esse tipo de análise profunda permite identificar as falhas e priorizar investimentos em áreas que realmente necessite. Otimizar a gestão financeira pode sinalizar mecanismos mais seguros de redução de gastos, o que é importante para destinar essas economias para ações que garantam resultados mais promissores.

Automatize processos

Fomentar a automatização de processos pode ser uma ótima forma de reduzir custos em seu estabelecimento. A princípio, pode parecer um antagônico, mas o investimento em inovações tecnológicas tem se tornado um importante recurso para o desenvolvimento corporativo.

É possível encontrar soluções tecnológicas que não pesem no orçamento e que gerem grandes economias em um curto período de tempo. O ideal é escolher produtos de uma empresa idônea, experiente e que disponibilize um software médico adequado ao perfil de sua clínica.

Você já analisou os gastos de sua clínica com ligações telefônicas para confirmar as consultas ou outros procedimentos médicos? No entanto, lembrar ao paciente de seu compromisso é imprescindível para evitar furos na agenda e no orçamento mensal, concorda?

Porém, é possível economizar em ligações telefônicas por meio da substituição das formas de contato. Com a adoção de uma ferramenta tecnológica, isso poderá ser realizado via e-mail ou SMS e com a mesma eficiência. A diferença é que será automatizado e representará menos gastos em seu orçamento.

Negocie com os fornecedores

Não raro, as clínicas médicas destinam altos valores com a compra de medicamentos e outros suprimentos farmacêuticos. Para melhorar a qualidade da gestão financeira e reduzir custos, isso precisa ser revisto.

Uma forma de conter essas despesas — ou ao menos, diminui-las — é solicitar a visita de representantes de empresas diferentes. Ouse. Mude as estratégias. Experimente o novo. Às vezes, a alteração de pequenos hábitos ou condutas pode sinalizar resultados surpreendentes.

Substitua equipamentos antigos

Pequenas mudanças na infraestrutura d e seu estabelecimento podem representar significativas economias e possibilitar o investimento em outras estratégias.

Coisas simples como a adoção de canecas para uso diário dos colaboradores, por exemplo, pode representar um gasto menor com copos descartáveis. Economizar nesses materiais, além de reduzir despesas, ainda favorece atitudes sustentáveis, como a diminuição do volume de lixo.

Quanto à iluminação, opte por lâmpadas de LED. Esses modelos consomem menos energia e têm maior vida útil que as lâmpadas convencionais. Avalie a necessidade de substituir equipamentos antigos por modelos que consomem menos energia e garantem maior produtividade na execução das tarefas de rotina.

Adote serviços terceirizados

Todo empreendedor tem plena consciência de a contratação no formato de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) representa gastos gigantescos para o orçamento. Por isso, a opção por serviços terceirizados simboliza um importante diferencial para promover a redução de custos.

Serviços como o de limpeza ou de impressão, por exemplo, podem ser terceirizados. Procure empresas que ofereçam experiência específica na área de saúde e veja o quanto essa medida influenciarão os seus gastos com esses serviços.

Fique de olho nos prazos das contas

Uma das falhas mais comuns cometidas por muitas clínicas médicas é a desorganização com as contas a pagar. O esquecimento dos prazos para pagamentos de boletos implica na cobrança de juros altos, o que significa uma considerável diferença no fechamento do caixa.

Invista em uma planilha e mantenha as contas em ordem conforme a data de vencimento. Evitar essas despesas desnecessárias pode representar economias importantes, além de tornar os processos administrativos mais eficazes em relação ao cumprimento dos prazos e compromissos.

Busque outras formas de comunicação

Para o bom andamento dos processos internos e externos, a gestão médica precisa priorizar os canais de comunicação que garantam os melhores retornos. Nesse sentido, vale destacar que nem sempre os mais caros são os melhores ou os mais baratos são os piores.

Geralmente, os gastos com tarifas telefônicas são altos. Porém, o telefone fixo é uma ferramenta indispensável em todos os negócios. Logo, para diminuir esses gastos, é necessário pensar em outras formas de comunicação. A utilização de instrumentos de comunicação online como WhatsZapp, Skype e similares são boas opções.

Convém avaliar o custo-benefício de cada ferramenta utilizada e o quanto esse canal favorece, de forma positiva, a qualidade do atendimento. Por isso, essa análise é essencial para direcionar à escolha de mecanismos de comunicação mais adequados ao perfil da clínica.

Logo, buscar outras formas de comunicação pode melhorar o atendimento, ajudar a reter pacientes e implicar redução de despesas.

Como a tecnologia pode auxiliar na redução de custos?

Um dos melhores investimentos que uma clínica pode realizar é em um software específico para gestão. Esse tipo de ferramenta abrange uma série de recursos indispensáveis ao bom gerenciamento dos processos que envolvem a rotina da instituição.

Logo, o uso da tecnologia é uma excelente aliada para promover a redução de custos na clínica médica.  Além disso, esses recursos diminuem as chances de erros em dados de pacientes ou informações importantes para determinação do diagnóstico.

Percebe-se, por fim, que a adoção desse sistema pode representar vantagens substanciais a gestão médica. Além de reduzir custos e otimizar o tempo, esse recurso promove mais agilidade aos processos internos e externos e pode assegurar resultados mais promissores.

Gostou deste artigo? Que tal ver também 5 dicas infalíveis para aperfeiçoar a gestão de clínicas e consultórios médicos? Esperamos por você!

Escreva um comentário